/noticia/maracaju-faz-parte-de-projeto-cidade-empreendedora-e-desburocratiza-processo-de-abertura-de-empresas
  • Início
  • Notícias
  • Maracajú faz parte de projeto “Cidade Empreendedora” e desburocratiza processo de abertura de empres...

Acompanhe nossas notícias

« Voltar à listagem de notícias
  • 14/12/2018 Maracajú faz parte de projeto “Cidade Empreendedora” e desburocratiza processo de abertura de empresas

    Há cerca de oito meses o município de Maracajú, no Estado do Mato Grosso do Sul, aderiu ao projeto Cidade Empreendedora, desenvolvido pelo Sebrae em parceria com a Prefeitura Municipal com o objetivo de acelerar a economia local. Desde então, uma série de atividades baseadas nos eixos mapeamento de oportunidades, desburocratização, Sala do Empreendedor, compras locais, liderança, cultura empreendedora e inovação, Plano de Desenvolvimento Econômico e desenvolvimento empresarial foram planejadas e, algumas delas, desenvolvidas.


    Os benefícios já começam a ser sentidos pelo cidadão, aponta a agente de desenvolvimento da prefeitura, Mariana Sedema. “Com o processo de desburocratização, as informações chegam com rapidez ao empresário, que já toma ciência de todos os documentos necessários para abertura e licenciamento do empreendimento, o que permite uma diminuição de documentos exigidos. Nos demais eixos, também percebemos que há uma adesão cada vez maior por parte dos empreendedores, que no início estavam receosos por ser algo novo”, diz ela, ao lembrar que “o retorno é muito bom, porque a sociedade começa a fazer parte do processo, se beneficiando dele e apoiando o desenvolvimento local, para juntos crescer. E assim, com o apoio do cidadão, é mais fácil fazer a coisa acontecer”, complementa.



    Desburocratização entre as prioridades


    Entre os eixos trabalhados por Maracajú está o de desburocratização, que prevê a abertura ou alteração de empresas por meio da Rede Simples. A consultora do Sebrae, Lívia Silva Borges, explana que o objetivo do trabalho realizado no município é integrar órgãos dos níveis municipal, estadual e nacional para que todo o processo aconteça de forma segura, fácil e ágil, tanto para a prefeitura quanto para o empresário. “O Brasil leva em média 79,5 dias para concluir a abertura de uma empresa, desde o primeiro passo até a emissão dos alvarás e licenças finais. Em Maracajú pretendemos diminuir consideravelmente este tempo, implantando melhorias e compartilhando informações por meio de sistemas de ponta”, informa, ao completar: “com um cadastro único e atualizado, a administração tem ciência de todas as empresas instaladas do município, garantindo uma fiscalização assertiva e, consequentemente, aumentando a arrecadação”.


    Com o auxílio da tecnologia, o processo tende a ficar ainda mais fácil. E conforme o coordenador de TI da prefeitura, Luciano Melchiore, até o momento, as soluções da Betha vem atendendo a todas as exigências para desburocratizar o processo de abertura de novas empresas. “A integração e o auxílio proporcionados pelos sistemas são fundamentais neste processo. Com a automatização do serviço, dependendo do ramo, a empresa é aberta e já recebe automaticamente um alvará provisório, o que permite o início imediato das atividades”, aponta.


    A prefeitura de Maracajú é atendida pela revenda autorizada da Betha, Staf Sistemas. De acordo com o gerente comercial da Staf, Luciano Silva, toda a linha de Arrecadação e Fiscalização da empresa implantada no município foi envolvida no processo. “Quando o município passa a fazer parte de um projeto como este, precisa se apoiar em bons sistemas. E é isso que oferecemos. Depois de realizar algumas reuniões e conferências, ficou provado que nossas soluções estão totalmente preparadas para atender as necessidades que surgirem ao longo do processo, ajudando a alcançar êxito no projeto”, enfatiza.  


Compartilhe essa notícia
Notícias relacionadas
  • 12/08/2015
    Betha realiza workshop sobre o Sistema APLIC em Mato Grosso

    Buscando sempre a excelência em produtos, serviços e atendimento para seus clientes, a Betha Sistemas realizou entre os dias 4 e 7 de agosto em Cuiabá, MT, o Workshop Betha - Elaboração de Orçamento e Soluções para APLIC TCE/MT. Compareceram nos três...

  • 11/12/2015
    Case Betha: Betha Sistemas lança aplicativo Saúde Domiciliar

    Funcionalidade do Saúde Fly pretende agilizar os cadastros de visitas domiciliares As visitas domiciliares realizadas pelos agentes de saúde municipais tendem a ficar mais rápidas e eficientes com o uso do a...

Acompanhe nossas Redes Sociais
Instagram Instagram
x Normas e Procedimentos

INFORMAÇÕES

A sua inscrição estará finalizada somente após o recebimento do e-mail de confirmação, enviado pela Universidade Corporativa. A Universidade Corporativa reserva-se o direito de cancelar o treinamento se a quantidade mínima de inscrição não for atingida. Para solicitar qualquer informação sobre nossos treinamentos, acesse a página de contato ou ligue: (48) 3431-0733 Rama: 4792

FORMAS DE PAGAMENTO

Normas Financeiras:
1 a 2 inscrições por instituição: pagamento integral;
3 inscrições por instituição: 15% de desconto;
4 ou mais inscrições por instituição: 20% de desconto.

Através de Sose:
A SOSE será enviada ao participante por e-mail e deverá ser reenviada (digitalizada) assinada pelo responsável do setor junto aos dados de Empenho (se necessário), antes da realização do treinamento. O faturamento será efetuado posteriormente, em nome da instituição participante.

Através de Boleto (PF):
No caso de faturamento para pessoa física, é enviado por e-mail ao participante, o boleto para pagamento. Este deverá ser quitado antes da realização do treinamento e reenviado (digitalizado). Após o pagamento do mesmo, é enviada a nota fiscal.

Observações:
Das pessoas que se inscreverem e não comparecerem ao treinamento será cobrado uma multa de 30% do valor de cada inscrição, em fatura.
Não será reembolsado o valor pago na inscrição a clientes que não comparecerem ao treinamento sem aviso prévio.

x